Na atualidade, é extremamente importante utilizar antispam nas empresas, uma vez que os ataques de hackers não param de crescer. Trata-se de uma ferramenta para barrar mensagens não solicitadas que são enviadas por e-mail. Elas podem danificar dispositivos e, até mesmo, roubar preciosas informações da organização.

Por isso, neste post, vamos ensinar algumas práticas de antispam corporativo que trazem mais proteção para a sua empresa. Boa leitura!

Integração com servidor de e-mail

Uma das principais práticas de antispam corporativo para a sua empresa é a integração com servidor de e-mail. Isso porque algumas plataformas não possuem esse serviço, assim como muitas soluções não funcionam com essa integração, deixando a sua organização mais vulnerável aos ataques digitais.

Com isso, é útil verificar os requisitos do sistema antispam para realizar a integração, tendo como objetivo garantir mais segurança contra os spams. Vale destacar que existem no mercado plataformas de computação na nuvem, que realizam essa integração com os principais servidores de e-mail, sendo uma boa opção para o seu negócio.

Gestão de e-mails

Além de realizar a integração com servidor de e-mail, outra prática fundamental para proteger a comunicação da sua empresa é a gestão de e-mails. O sistema antispam deve ser de fácil gerenciamento, uma vez que a organização pode receber milhares de mensagens por dia, o que demanda uma gestão eficiente para que se monitore e controle todos esses e-mails.

Para isso, deve-se contar com uma interface clean e de fácil gestão, que emite alertas quando chegam e-mails suspeitos para que a verificação ocorra com rapidez. Além disso, é aconselhável transferir a responsabilidade para que cada colaborador cuide da sua caixa de entrada, pois com uma gestão descentralizada a administração não vai ficar sobrecarregada com tantas tarefas.

Controle de acessos

Outra dica para evitar o spam corporativo é o estabelecimento do controle de acesso por meio do sistema de antispam para restringir o uso da plataforma de e-mail da empresa. Isso porque muitas vezes, os ataques de hackers se iniciam por causa de colaboradores que recebem e-mails particulares com vírus.

Com o controle de acesso é possível criar regras para definir quais usuários podem receber e enviar e-mails para fora da empresa e quais não têm essa permissão. Assim, você também vai proteger o roubo de informações e terá mais facilidade para monitorar o trabalho dos funcionários.

Análise de mensagens

É essencial analisar as mensagens antes de descartá-las, já que nem sempre um e-mail considerado suspeito é de fato um spam. Esse trabalho deve ser feito por pessoas com experiência e que entendam dos processos da empresa para não excluir uma mensagem por engano.

Controle de extensão

Por fim, mais uma das principais práticas de antispam corporativo que trazem mais proteção para a sua organização, é optar por sistemas que tenham o controle de extensão e tamanho de arquivo para evitar o recebimento de dados com vírus.

Portanto, neste post, apresentamos quais são as melhores práticas de antispam corporativo que você deve adotar para proteger a sua empresa. Além disso, para evitar problemas com relação a spams em sua organização, é aconselhável contar com a ajuda de uma equipe técnica para manter o seu serviço de e-mail corporativo ativo e com os recursos que você precisa.

Então, gostou do nosso texto? Agora leia sobre o que é criptografia e como ela está sendo usada nas empresas e continue se informando!